Para maior preservação do seu carro é ideal saber a hora certa de trocar os filtros do carro, como do óleo, de ar, de ar condicionado e de combustível. Eles são descartáveis, baratos e de fácil substituição, mas nem por isso deixam de ser importantes. Esses filtros são peças fundamentais para o bom funcionamento do motor do seu automóvel. Eles têm o papel de evitar a entrada de impurezas.

Para quem usa carro com ar condicionado, há ainda o filtro específico do ar. O período de troca depende de vários fatores, como o local onde este veículo trafega – situação urbana, rodoviária ou rural – mas sempre é indicado seguir a recomendação do fabricante.

Se você ainda tem dúvidas sobre os filtros do carro, veja abaixo qual a função de cada um, a cada quanto tempo, em média, devem ser trocados e quais os prejuízos a falta de cuidado com eles podem trazer para o seu automóvel.

 #1 Filtro de combustível

O filtro de combustível é responsável por filtrar as impurezas do álcool ou da gasolina antes do combustível queimar. Fica entre o tanque e o motor para evitar que partículas acumuladas durante o transporte e armazenamento, como pó, ferrugem, água e sujeira no tanque do veículo cheguem à bomba de combustível e ao bico injetor. Em média, é recomendado pelas montadoras que seja trocado entre 10 mil e 15 mil quilômetros.

Se não houver a troca desse filtro do carro, você pode estar comprometendo a bomba de combustível e sujar o sistema de injeção, especialmente o bico injetor. Isso pode provocar falhas e afetar o rendimento do seu carro.

Para saber se o filtro do carro está próximo da troca, é só sentir se o carro está tem falhado em partidas pela manhã, por exemplo, quando é exigido mais do sistema de ignição.

filtros do carro 2

#2 Filtro de ar

Fique atento! A troca deste filtro do carro é muito importante. Isso porque pode gerar um prejuízo diário, pois fará o carro consumir mais combustível e perder potência. Vale lembrar que o filtro de ar tem a função de separar e eliminar as partículas impuras do ar aspiradas pelo motor, garantindo que somente o ar livre de impurezas chegue à câmara de combustão, evitando desgaste prematuro de peças móveis do motor, como pistões e biela.

O ideal é trocá-lo sempre quando for trocar o óleo e filtro de óleo do veículo, assim você fará uma limpeza conjunta do sistema. Segundo os fabricantes de veículos, o filtro de ar pode ser trocado a cada 10 mil quilômetros. Lembre-se, os filtros do ar não podem ser limpos com jato de ar, pois isso romperá os poros do meio filtrante e consequentemente, danificar a peça.

Leia também: Cuidados com carro: como fazer seu veículo durar mais

#3 Filtro de óleo

Não basta colocar gasolina boa ou não deixar faltar água. A não troca de óleo prejudica o motor, e pode causar borras. Nesse caso, o estrago resultará em problemas em partes importantes do carro, como no cabeçote do motor.

Os filtros do óleo são desenvolvidos para eliminar impurezas como partículas de metal geradas pela fricção das peças móveis do motor, além de partículas derivadas da combustão. O contato das peças internas do motor, como pistões, podem deixar impurezas. Aí entra a importância do filtro!

O que pode acontecer se você não trocar o filtro do carro: o filtro vencido vai deixar partículas para o motor que vão danificar peças como pistões, cilindros, anéis, válvulas e mancais. E, em casos extremos, podem fundir o motor. O melhor é sempre, quando trocar o óleo do carro, também trocar o filtro de óleo, ou seja, gerando menor número de impurezas para a máquina.

Leia também: O que o seu nariz pode revelar sobre problemas com o carro?

#4 Filtro de ar condicionado (cabine)

Este filtro do carro, como o nome diz, tem como objetivo filtrar o ar que vem da rua para dentro dos carros com ar condicionado e retirar odores. Não há prazo de troca por quilometragem. Vai depender de como o motorista usa o carro. Se anda mais em engarrafamentos, por exemplo, o filtro terá duração menor. Por isso, é fundamental a checagem periódica, pelo menos a cada 20 mil quilômetros.

Se você não realizar a troca do filtro vencido ou estragado, a entrada de impurezas e cheiros da rua para dentro do veículo será inevitável. Além do cheiro, o filtro velho pode impedir o fluxo de ar.

anuncio

Dica extra!

Existem filtros de ar de alta performance, eles além de melhorar e aumentar o fluxo de ar no trem de força, o que garante melhor consumo de combustível e ganho de 5 cv de potência, não precisão ser trocados. Nesta situação, será necessário fazer apenas a limpeza, que não pode ser feita com grandes fluxos de água e de ar. É preciso utilizar uma solução química fornecida pela fabricante do filtro, logo depois de passar o produto, um pequeno fluxo água ajuda na retirada das impurezas. A finalização, depois de ele ter secado, é feita com um óleo especial, que tem que ser passado em todo o filtro. Feito todo este procedimento, e esperado secar, pode ser utilizado novamente, este procedimento deve ser feito a cada 80 mil quilômetros.

Entendeu a diferença de cada filtro do carro? Agora, fique de atento aos prazos de troca, para poupar muito dinheiro e desfrutar de todos os prazeres que a condução lhe oferece.

Leia também: Qual é a diferença entre alinhamento e balanceamento?

Mayara Melegari2

Mayara Melegari

Acadêmica de jornalismo, escreve sobre veículos e trabalha com comunicação para segmento automotivo.