O Brasil é um país de proporções continentais, logo, em qualquer época do ano pode ser a estação de chuva de alguma região. Por isso é importante estar sempre preparado para esse fenômeno tomando alguns cuidados com os carros no período de chuvas. Até porque com maior ou menor intensidade, a chuva é um fenômeno climático sempre presente nas nossas vidas.

Estar com a manutenção do carro em dia é fundamental para a segurança de todos no trânsito sempre, mas situações adversas pedem atenção especial para alguns detalhes. Existem ações pontuais que você deve tomar para os carros no período de chuvas, por exemplo. Vamos conhecê-las?

Cuidados para os carros no período de chuvas

Imagem para ilustrar o texto sobre carros no período de chuvas

  • PNEUS

Manter os pneus calibrados e em bom estado deve ser uma prática permanente, mas essa atenção deve ser redobrada nos carros no período de chuvas. Isso porque a água reduz o atrito entre o asfalto e os pneus e você pode perder o controle mais facilmente com a aquaplanagem, o terror dos motoristas. Em caso de aquaplanagem, pare de acelerar e mantenha a direção reta sem pisar no freio.

Quanto mais lisos, maiores são as chances de sofrer uma aquaplanagem seguida de perda de controle da direção. Por isso, confira sempre a profundidade dos sulcos dos pneus para saber a condição atual da borracha e lembre-se sempre de continuar realizando a calibragem periodicamente, incluindo o estepe.

  • FREIOS

Tão importante quanto os pneus, o sistema de freios em bom funcionamento é a sua garantia de prevenção de acidentes. Sempre esteja atento ao fluido de freio, além do estado dos discos, cilindros e até mesmo das pastilhas. Fique atento a qualquer ruído estranho, demora no acionamento dos freios, trepidação no volante ao frear ou pedais duros: esses são alguns indícios de que seu freio necessita de manutenção.

  • LIMPADORES

Esse é um dos itens que é mais usado nos carros no período de chuvas. Para garantir que a visão da pista não fique embaçada, é importante fazer uma avaliação do limpador de para-brisa antes de sair com o veículo. Durante essa avaliação, verifique se a borracha está arranhando o vidro e esteja atento ao ruído produzido pela peça – se escutar algo fora do comum, pode ser hora de trocá-la.

Imagem para ilustrar o texto sobre carros no período de chuvas

Não esqueça, o uso do limpador de para-brisa é obrigatório por lei enquanto estiver chovendo. De acordo com o inciso XIX do artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir “sem acionar o limpador de pára-brisa sob chuva” é infração de natureza grave.

  • VENTILAÇÃO

Assim que começa a chover você corre para fechar os vidros do carro, não é mesmo? E faz sentido, afinal ninguém quer tomar banho de chuva dentro do carro! Mas ao fechar os vidros você diminui a circulação de ar dentro do carro, o que resulta em vidros embaçados que dificultam a visibilidade. Nessa hora o sistema de ventilação do carro e o ar condicionado são fundamentais para desembaçar os vidros.

As entradas de ar e o sistema de ventilação são os responsáveis por tirar a opacidade do vidro do veículo. Para evitar que você tenha que parar para passar um pano toda hora, mantenha em dia a manutenção das entradas de ar e do sistema de ventilação dos carros nos períodos de chuva. Para isso você deve conferir os filtros por questões de higiene e realizar a limpeza ou troca conforme necessário, conferir o gás refrigerante, o compressor pra garantir que o fluxo de ar esteja normal, etc.

Outra dica é instalar calhas automotivas para evitar que um volume excessivo de água entre pelos vidros do carro. Também conhecidas como defletores, tais peças conseguem barrar boa parte da água da chuva e escoá-la. Inclusive, isso permite abrir os vidros em alguns centímetros para evitar o embaçamento, caso o veículo não tenha ar condicionado.

  • ILUMINAÇÃO

Dias de chuva são cinzas e escuros, o que exige, tanto por segurança quanto por respeito a própria legislação, o acendimento das lanternas dos carros nos períodos de chuva. Afinal, de acordo com o artigo 250 do Código de Trânsito, deixar de manter ligadas pelo menos as luzes de posição do veículo “sob chuva forte, neblina ou cerração” é infração média.

O recomendado em dias de chuva é que mantenha os faróis sempre no nível médio. Assim, você evita ofuscar a vista dos motoristas que estão no sentido contrário. Por isso, a revisão das lanternas dianteiras e traseiras do veículo também é fundamental para a segurança dos condutores de carros em períodos de chuva.
Dicas de segurança para dirigir durante a chuva

O ideal é evitar sair de carro em momentos de chuva, mas como sabemos que isso pode ser inevitável, além dos cuidados com a manutenção dos veículos, temos algumas dicas para ajudá-lo a guiar com segurança sob mau tempo.

  • ATENÇÃO AO ESTACIONAR

Lembre-se de estacionar longe de árvores, prefira locais cobertos, uma vez que a força do clima pode acabar derrubando alguma árvore inesperadamente. Os estacionamentos e garagens protegidas também evitam que o carro sofra danos se ocorrer chuva de granizo.

Fora que chuvas fortes chegam sem aviso e em poucos minutos alagam diversas áreas. Procure ruas planas e com bom escoamento de água, para evitar surpresas desagradáveis como alagamentos na hora de sair.

  • DIRIJA COM CUIDADO

Mantenha uma distância maior entre outros carros e ônibus e atenção redobrada ao passar por poças, pois podem ser espelhos d’água difíceis de atravessar. Use as linhas e tachões no solo ou os famosos “olhos de gato” para se guiar quando estiver com baixa visibilidade. Mantenha sempre a velocidade reduzida, redobre o cuidado nas ultrapassagens e fique atento à visibilidade.

Imagem para ilustrar o texto sobre carros no período de chuvas

Outra dica é andar com as rotações maiores do que o normal, reduzindo as marchas em velocidades baixas, porque dessa forma você vai aumentar a tração e a estabilidade do carro, reduzindo as chances de derrapar.

Fique atento e procure lembrar de nossas dicas para os carros no período de chuvas para chegar em segurança ao seu destino! Nessa hora o importante não é a pressa, mas o salvaguardado de todos no trânsito.