São vários os fatores que influenciam na concessão de um financiamento, e não se surpreenda se, em algum momento durante o processo para trocar de carro, alguém lhe falar sobre o seu score. Uma das ferramentas utilizadas por bancos e financeiras, o score calcula os riscos de investimento avaliando o perfil do consumidor a cada concessão de crédito.

Como isso funciona: nos últimos anos os bancos e financeiras aderiram a uma forma de aprovação de financiamento automático. Ou seja, não são pessoas que avaliam o crédito, e sim um programa de computador. Para que esse programa seja eficiente, ele usa o score como parâmetro para aprovar ou reprovar o crédito. Claro, há casos onde o programa deixa a ficha em análise e pessoas concluem o julgamento – mas isso é raro.

Geralmente é o programa, que em segundos, avalia a ficha do cliente, usando o score como item mais importante para dar o veredito. Ou seja, ter um score bom é fundamental para quem precisa financiar um carro!

Segundo a definição do  Serasa Experian, score é:

O Score de Crédito, ferramenta utilizada em mais de 100 países, é o resultado de um cálculo estatístico que tem por finalidade ajudar os consumidores e as empresas a realizarem negócios a crédito, com menor custo, maior agilidade e segurança. O Score indica, de maneira estatística, a probabilidade de inadimplência de determinado grupo ou perfil no qual um consumidor se insere, sem afirmar que ele esteve, está ou ficará inadimplente.

E é sobre isso que vamos falar no post de hoje. Vamos lá?

Leia também: Financiamento de carros: tudo que você precisa saber para conseguir o seu

Para o que serve o score?

Basicamente, o score tem como finalidade aumentar a segurança e agilidade nas negociações feitas por crédito, como as que envolvem as intenções de trocar de carro, e, por meio dos resultados, a empresa decide se concede ou não o financiamento ao solicitante. A pontuação do score varia de 0 a 1000, e o valor indica o nível de sua confiabilidade e a situação do pagamento de suas dívidas.  Além disso, com a média em mãos, é possível traçar um paralelo entre o consumidor em questão e o grupo ao qual ele pertence, bem como a probabilidade de uma futura inadimplência.

O que é levado em conta para a pontuação do score?

Essa média é baseada em dados de três grupos: os concedidos pelos registros públicos, informações fornecidas pelo próprio consumidor e outras relativas ao comportamento de crédito. Veja abaixo o que cada uma enquadra.

Registros públicos: são avaliadas informações do Censo, pesquisas sobre o mercado de trabalho e o índice de inadimplência por região, por exemplo.

Pelo próprio consumidor: já por informações que são concedidas previamente pelos consumidores, são aquelas dadas no momento da solicitação de crédito para trocar de carro, como RG, CPF, comprovante de renda e endereço, profissão, escolaridade, etc. Enfim, o que você informa no seu cadastro para fazer o financiamento.

Comportamento de crédito: são os registros de possíveis débitos a outras empresas credoras, os valores e existência ou não de ações judiciais, bem como de títulos protestados em cartórios.

O que é Score e porque isso é importante ao trocar de carro

Ou seja, para chegar a sua nota de score, os bancos cruzam inúmeras informações, desde o que você falou para o governo, até o que você informou quando fez um cadastro no supermercado. Se o banco encontrar informações conflitantes, como nome dos pais diferentes, endereço e etc, tudo isso contribui para o seu score baixar.

Além disso, toda vez que você tem passagens pelo SPC ou Serasa, o seu score diminui. Isso também vale para protestos em cartório e negociações judiciais de dívidas.

As vantagens de ter uma boa pontuação de score para trocar de carro

A lógica é que, quanto maior o seu score, menores são os riscos para os bancos e financiadoras ao concederem o crédito que você solicitou. Além disso, com uma pontuação alta de score, aumentam as chances de você ter taxas de juros diferenciadas quando for pedir um financiamento para trocar de carro, por exemplo.

Leia também: Quanto tempo leva a aprovação do financiamento de carro?

O que fazer para aumentar a sua pontuação?

A pontuação do score não é fixa, e diversos fatores podem contribuir para aumentar ou diminuir o valor atribuído ao seu perfil. Dentre as principais dicas para que você conquiste uma soma alta, e, consequentemente, aumente as chances de obter facilidades no financiamento para trocar de carro, destacamos cinco delas:

  • Mantenha seus pagamentos em dia, respeitando as datas de vencimento;
  • Caso tenha dívidas atrasadas, negocie os valores para quitá-las o quanto antes;
  • Não solicite crédito em instituições e bancos diferentes. Agindo dessa forma, o seu score pode diminuir pelo seu comportamento que denota desespero e urgência;
  • Evite fazer mais de um empréstimo de forma que eles comprometam mais de 25% da sua renda mensal (exceto os referentes a imóveis);
  • Quando mais você comprar no crediário e pagar em dia, mais o seu score sobe. Esse é o principal fator para conseguir um bom score;
  • Faça seu cadastro no banco de dados da Serasa Experian e certifique-se que seus dados estejam sempre atualizados.

Leia também: Guia completo: como aumentar o score em 6 meses

Qual o score para conseguir aprovar um financiamento?

Não há um número de score que garanta a aprovação de financiamento. A aprovação depende também de valor de entrada, carro a ser financiado, número de parcelas, entre outros. É considerado um bom score, notas acima de 700 (esse critério depende de cada banco). Geralmente, quanto maior o score, menor precisa ser a entrada para conseguir um financiamento.

financimento-2

E você, está planejando trocar de carro em breve? Fique atento ao seu comportamento de consumo para poder se beneficiar das facilidades que podem ser concedidas juntamente com a liberação de crédito para o financiamento. E se você ficou com alguma dúvida sobre a importância da pontuação do score, já sabe, escreva pra gente pelos comentários, combinado? Até a próxima.

Leia também: Consultar Score – Saiba Grátis qual é a sua pontuação na Serasa 

Leia também: 3 soluções para você trocar o seu carro financiado