Atualmente existem muitos tipos diferentes de carros e para quem não entende muito a respeito, é difícil diferenciar e saber se carro básico vale a pena. E isso só piora na hora de escolher um carro para comprar. Por isso, vamos explicar se carro básico vale a pena e ainda te mostrar quais são as principais diferenças entre os tipos de automóvel disponíveis no mercado.

Se você parar para pensar os automóveis estão sendo vendidos desde o ano de 1904! Sim, há 114 anos esses objetos de metal com rodas movidos por um motor são vendidos. E ao longo desses anos, as montadoras sempre tentaram adaptar os carros vendidos aos gostos e desejos dos motoristas. Criando diversos tipos, modelos, categorias, versões e variações.

Se você pensa em comprar um seminovo, por exemplo, precisa entender as diferenças entre esse tipo de veículo e um carro novo. Só assim você terá certeza de que vai fazer um bom negócio. O carro novo é aquele que vem direto da fábrica, com quilometragem zero e pronto para ser usado pela primeira vez. Ele pode ser um carro básico ou não. A categoria seminovo, por sua vez, enquadra modelos com três anos de uso, que têm até 100 mil quilômetros rodados em média. Acima desse tempo e quilometragem, o carro passa a se encaixar na categoria de usado. O seminovo, como está entre o novo e o usado, acaba sendo uma ótima opção para quem quer um carro completo, mas precisa gastar menos. 

Por conta de todas estas características e nomenclaturas, as vezes saber se um carro básico vale a pena fica complicado. Por isso, separamos algumas dicas que vão te ajudar a fechar um excelente negócio:

Custo-benefício

carro básico

Já vamos direto ao ponto que mais interessa a todos: o custo-benefício. Carros fabricados entre 2017 e 2019, por exemplo, já apresentam uma diferença de preço bastante significativa quando comparados a um zero km básico.

O que mais chama a atenção é que o carro muitas vezes tem apenas um ano de uso, mas já apresenta grande vantagem de preço em relação ao veículo novo. Esse é o grande benefício, pois é possível comprar um seminovo completíssimo e ainda gastar menos do que gastaria comprando um carro básico.

Conforto

Outro ponto em que o seminovo completo leva vantagem é no conforto. Como vimos acima, com todos os opcionais e com apenas um ano de diferença entre os veículos, dá para economizar e ainda ter mais conforto e todos os mimos que o motorista procura.

Via de regra, um carro completo leva vantagem sobre um carro básico por contar com ar-condicionado, vidros e travas elétricas, direção hidráulica e todos os equipamentos que facilitam a vida do motorista, tanto na cidade quanto na estrada e em viagens de final de semana.

Segurança

No quesito segurança, o carro completo também sai na frente. Um seminovo completo geralmente vai contar com todos os itens obrigatórios e opcionais de segurança, como múltiplos Airbags, sistema de freios ABS, controle de estabilidade, controle de tração, etc.

Um carro básico, por mais que acabe saindo com Airbag de fábrica para seguir as determinações da legislação ou freio ABS, oferecerá, no máximo, Airbag duplo, e nenhum outro sistema de segurança adicional para o motorista e os passageiros.

Leia também:  Veja aqui quais os SUVs mais econômicos

Índice de depreciação

A depreciação é o grande ponto negativo do carro novo, seja ele básico, seja ele completo. Em média, o valor do veículo chega a despencar cerca de 30% de um ano para o outro. Se levarmos em conta carro básico, a diferença fica ainda maior.

Portanto, um seminovo completo acaba sendo um melhor investimento do seu dinheiro, já que o veículo está em um patamar de preço que ficará estabilizado. A depreciação passa a ser infinitamente menor em comparação a um carro básico. Quem procura o mercado de seminovos já está em busca de um pouco mais de conforto por um valor menor. Portanto, se o carro conta com bastante ítens opcionais é ainda melhor.

carro básico

O carro básico também tem mercado no ramo de seminovos, mas seu público é diferente daquele que compra um carro completo. Quem compra um seminovo completo está disposto a pagar um pouco a mais pelo requinte, conforto e segurança, já que a diferença para um zero km ainda é bastante grande. Já o consumidor do carro básico, salvo algumas exceções, busca um veículo de manutenção simples e com preço baixo, geralmente para ser utilizado a trabalho ou em situações específicas.

Valor de revenda

Evitar a perda de dinheiro causada pela desvalorização de um carro básico novo é um dos grandes motivos que leva os consumidores a optarem pela compra de um carro seminovo. A desvalorização do carro zero é, em média, de 20% assim que o cliente retira o automóvel da concessionária e ela continua nos três primeiros anos de uso do veículo. 

Além disso, revender um carro básico é ainda mais difícil. Seu valor de revenda é ainda menor quando comparado a um completo. 

Leia também: Tire todas suas dúvidas sobre a nova placa Mercosul e descubra se você precisa trocar

EXTRA: Quais opcionais vale a pena priorizar no seu seminovo?

carro básico

Levando tanto em consideração o preço no mercado paralelo e o preço de fábrica, além da valorização e conforto do veículo, aqui estão os opcionais que valem a pena priorizar nos tempos atuais:

  • Ar condicionado
  • Bluetooth
  • Pintura metalizada
  • MP3 Player
  • Xenon/Luzes HID
  • Bancos de cCouro
  • ABS e direção hidráulica
  • Controle de velocidade
  • Rodas de liga leve
  • Sensores de estacionamento

Agora que você já sabe a diferença entre um carro básico e um seminovo completo já pode fechar um excelente negócio. Em nosso estoque temos diversos modelos e seminovos completos te esperando, entre em contato.